Serviços

Carbon Offset Verification

forest-272595_1920

Através da Verificação de Compensação de Carbono é possível gerar créditos de carbono comercializáveis de forma confiável, transparente e aceito no mercado a nível global.

Sobre o Programa

A SCS é credenciada sob a norma ISO 14065 para Validação e Verificação de Gases de Efeito Estufa, pelo ANSI (Instituto de Padrões Nacionais Americano), oferecendo verificação e validação sob o Padrão de Verificação de Carbono (VCS) e Climate Action Reserve (CAR). A SCS também oferece serviços de verificação sob ACR (American Carbon Registry), o padrão CCB (Clima, Comunidade e Biodiversidade) e é credenciada ao ARB (Air Resources Board da Califórnia). A SCS verificou e validou projetos de compensação de carbono em cinco continentes, variando de projetos de Emissões Reduzidas a Desmatamento e Degradação (REDD) a projetos de Reflorestamento e Manejo Florestal Melhorado. Os especialistas do Programa de Gases de Efeito Estufa da SCS possuem vasta experiência em Agricultura, Floresta e outros usos da terra (AFOLU, em inglês), incluindo biometria, carbono do solo, e projetos florestais, e revisão da metodologia VCS. A SCS verifica compensações de carbono florestal desde 2008 e realizou as primeiras verificações de Projetos de Carbono Florestal sob o CCAR (CaliforniaClimateAction Registry) dos Protocolos do Setor Florestal. O Programa de Gases de Efeito Estufa se baseia nas experiências estabelecidas pela SCS nos setores florestais, biométricos, e atividades de verificação, para servir o mercado de carbono florestal global.

    Os seguintes tipos de projetos podem ser verificados:
    Manejo Florestal Aperfeiçoado;
    Projetos para Evitar Conversão;
    REED (Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação)
    Outros tipos de projetos AFOLU (incluindo terras pantanosas e úmidas)
    Serviços de Compensação de Carbono Florestal e de Utilização da Terra.
    Validação: é o processo de avaliação do plano de um projeto para absorver ou evitar emissão de gases de efeito estufa; Verificação: processo indicado como subsequente à validação, trata-se da avaliação da quantidade real de gases de efeito estufa que foram absorvidos ou evitados por um projeto.

Critérios de Certificação

Para as verificações, é necessário cumprir com o Padrão de Verificação de Carbono (VCS) ou American Carbon Registry (ACR), por exemplo, em projetos de redução de emissões de projetos relacionados ao desmatamento e degradação (REED); para projetos nos EUA com base no protocolo florestal de atendimento ao ARB (Air Resources Board da Califórnia); Projetos com componentes sociais e ambientais podem ser verificados pelos padrões CCB (Clima, Comunidade e Biodiversidade).

Processo de Certificação

Solicitação de Proposta

A empresa preenche o formulário específico para certificação de cadeia de custódia e enviá-lo para a Sysflor que, em seguida, elabora sem nenhum compromisso uma proposta técnico-financeira. Após a aprovação pela empresa, é encaminhado os contratos para assinatura e o material instrutivo. (Entre em contato com a SCS para solicitar um Manual de Compensação de Carbono específico para seu tipo e padrão de projeto para dar início ao processo)

Envio de Documentos do Projeto

Toda documentação do projeto será revisada e, na sequência, emitido as conclusões, havendo a possibilidade, desta forma, de saná-las antes da auditoria na empresa.

Auditoria na Empresa

Previamente agendada, a inspeção in situ é realizada por uma equipe de auditores qualificados, onde verifica-se a conformidade do projeto para com as normas aplicáveis. Entre outros pontos, são verificados os registros aplicáveis, entrevistado as partes interessadas e avaliada as atividades com base em indicadores específicos. A partir das constatações da auditoria, é elaborado o relatório de verificação.

Revisão Externa e Disponibilização do Material

O relatório é enviado para revisores externos independentes para validação da metodologia e conclusões da equipe auditora.

Decisão de Verificação

A opinião de verificação final é encaminhada para o registro de gás de efeito estufa aplicável para emissão de compensação de carbono (se concedido).

< Voltar